Conscientize-se

Loading...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Um animal de estimação


É assim que eu me sinto, em pleno carnaval, percebo q fui educado apenas para ser aquele padrão, o qual sinceramente não vejo gosto, não da vontade de viver ao ser padronizado, preciso quebrar regras, experimentar novos sabores, não este sabor insosso que é ser o certinho sempre, o sabor das coisas estão nas coisas erradas, não que atitudes erradas tenham sabores, mas de fato são elas que dão empolgação. É do instinto humano, não se pode negar que ao ver uma mulher linda nós à cobiçamos, não se pode negar que se olharmos para o cerebro mais brilhante da terra não iremos inveja-lo, isto é feio para as regras, mas prazeroso para o ser humano, mas pq? pq o proibido nos atrai? de fato não sei explicar, mas desejo assim como os outros um romance arriscado que burle leis e que cometa crimes para sobreviver e que me importo de não sair para pular, dançar e quem sabe até beber no carnaval, pq hoje me enxergo como um animal adestrado que fora feito apenas para ficar dentro de casa, pois todos me disseram que 'o mundo lá fora é muito perigoso', mas eu estou dentro do mundo, a probabilidade deve ser um pouco menor, mas existe mesmo assim, quero viver com sabor doce para sorrir e com sabor amargo para chorar, não quero ficar nessa de uma vida insípida. Mas pretendo mudar isto, quem sabe me tirem da jaula e me coloquem para passear e respirar um pouco de ar carbonico. :D

Nenhum comentário: